Icterícia

icterícia

O que é a icterícia e quais são os seus sintomas?

Ela surge quando há excesso de uma substância chamada bilirrubina. A icterícia é um sintoma típico das doenças do fígado e das vias biliares, sendo as hepatites, a cirrose e a obstrução das vias biliares suas principais causas. Neste artigo vamos explicar o que é a icterícia, por que ela surge e quais são os seus sintomas.

Quando é detectável a icterícia?

Pacientes com doença aguda podem apresentar febre, calafrios e dor abdominal. Os pacientes com causas não infecciosas de icterícia podem ter perda de peso, mudança do padrão da icterícia ou do prurido. Devemos pesquisar na história do paciente o consumo de álcool e o uso de medicações.

Qual é a cor da icterícia?

Redação formada por jornalistas especializados em alimentação, beleza, bem-estar, família, fitness e saúde. O que é Icterícia? O que é Icterícia? Icterícia é definida como a presença de uma cor amarelada na pele, nas membranas mucosas ou nos olhos. A icterícia não é uma doença per se, mas sim a manifestação visível de alguma doença subjacente.

Quando o tratamento da icterícia é indicado?

Como a imensa maioria dos recém-nascidos melhora espontaneamente da icterícia, o tratamento só é indicado nos casos mais graves. Em geral, indica-se tratamento quando a bilirrubina ultrapassa o valor de 18 mg/dL a partir do 3º dia ou quando ela encontra-se acima de 12 mg/dl já nas primeiras 24 horas.

O que é icterícia e por que ela é importante?

A icterícia é uma condição de saúde em que a pele e a parte branca dos olhos ficam amarelas. Neste caso, os fluidos corporais também podem ficar amarelos. O amarelo varia e depende dos níveis de bilirrubina em seu corpo. Esta substância está presente no seu sangue.

Como tratar a icterícia?

O tratamento dependerá da causa subjacente. O tratamento da icterícia atinge a causa e não os sintomas da icterícia. A icterícia induzida por anemia pode ser tratada aumentando a quantidade de ferro no sangue, seja tomando suplementos de ferro ou comendo mais alimentos ricos em ferro .

Quais são as complicações da icterícia?

Quando as complicações acontecem, geralmente é por causa do problema subjacente, não da icterícia em si. Por exemplo, se um ducto biliar obstruído levar à icterícia, pode ocorrer sangramento descontrolado. Isso ocorre porque o bloqueio leva a uma escassez de vitaminas necessárias para a coagulação.

Quais são as causas da icterícia no adulto?

Fezes esbranquiçadas ou cor de barro. A cor amarelada típica da icterícia é provocada pela deposição do pigmento biliar (bilirrubina) nos tecidos e sua identificação tem um importante significado clínico uma vez que reflete uma anormalidade na produção, metabolismo ou eliminação deste pigmento.

O que é a icterícia e quais são os seus sintomas?

Ela surge quando há excesso de uma substância chamada bilirrubina. A icterícia é um sintoma típico das doenças do fígado e das vias biliares, sendo as hepatites, a cirrose e a obstrução das vias biliares suas principais causas. Neste artigo vamos explicar o que é a icterícia, por que ela surge e quais são os seus sintomas.

Como se forma a icterícia?

A icterícia é proveniente do acúmulo de bilirrubinas no organismo que se depositam principalmente em escleróticas e embaixo da língua. Para investigação adequada devemos lembrar as etapas da formação da bilirrubina no organismo:

Qual o tratamento para icterícia?

A icterícia propriamente dita não requer tratamento em adultos (diferentemente em neonatos —ver Hiperbilirrubinemia neonatal ). O prurido, se incomodar, melhora com a administração de colestiramina, via oral, 2 a 8 g duas vezes ao dia. Entretanto, a colestiramina é ineficaz em casos de obstrução total dos canais biliares.

Quais são as causas da icterícia nos recém-nascidos?

A icterícia é frequente nos recém-nascidos, pois estes nascem com glóbulos vermelhos em maior quantidade do que a necessária, embora seja normalmente inofensiva nos primeiros dias de vida. Nos adultos, pode ter muitas causas, embora na maioria dos casos seja consequência de um problema no fígado ou nas vias biliares.

Postagens relacionadas: