Esquina de alfama

esquina de alfama

Qual a origem da Alfama?

Durante o domínio muçulmano, entre os anos 711 a 1147, poder-se-ia falar 2 Alfamas: uma Alfama do Alto, mais aristocrática, situada dentro da cerca moura, na parte oriental da actual freguesia da Sé, que comunicaria pela Porta de Alfama ou de São Pedro (na actual rua de São João da Praça );

Quais são os principais monumentos de Alfama?

Por cima e envolvendo Alfama ficam a colina do Castelo de São Jorge, fortaleza e palácio real até ao século XVI, e a colina de São Vicente. Para além do Castelo, os principais monumentos da zona são a Sé, a Igreja de Santo Estêvão e a Igreja de São Vicente de Fora .

Qual a origem das águas de Alfama?

As águas de Alfama ou Águas Orientais foram introduzidas em 1868 na rede de abastecimento público de Lisboa com a construção no local do antigo Chafariz da Praia de uma cisterna que recolhia a água e de uma estação elevatória movida a vapor que a elevava até ao recém-construído reservatório da Verónica ( 1862 ).

Quais são as vistas mais espectaculares de Alfama?

As vistas mais espectaculares sobre Alfama têm-se do passeio público formado pelos miradouros das Portas do Sol , da Torre da Igreja de Santa Cruz do Castelo (a Torre mais alta de Lisboa antiga) e de Santa Luzia.

Quais são as principais características da cidade de Alfama?

Alfama é um bairro muito peculiar em se assemelhar a uma antiga aldeia não só em aspecto como por ter uma comunidade relativamente pequena e próxima. O bairro é frequentado diariamente por turistas portugueses e estrangeiros, sendo considerado como o mais pequeno de toda a cidade de Lisboa. [carece de fontes

Qual a origem das águas de Alfama?

As águas de Alfama ou Águas Orientais foram introduzidas em 1868 na rede de abastecimento público de Lisboa com a construção no local do antigo Chafariz da Praia de uma cisterna que recolhia a água e de uma estação elevatória movida a vapor que a elevava até ao recém-construído reservatório da Verónica ( 1862 ).

Por que se chama Alfama?

E porque se chama Alfama? Na época romana, as águas desta área tinham propriedades termais, com nascentes de água quente e fria. E daí vem o nome: do termo al-hamma, que significa nascente de água quente.

Quais são as características da arquitetura de Alfama?

A influência muçulmana (moura) foi bem forte e é por isso que é comum identificar na arquitetura de Alfama as características árabes, que lembram o norte da África. Alfama também foi o único dos bairros de Lisboa que escapou do grande terremoto que devastou parte de Lisboa em 1755.

O que ver e fazer em Alfama? São vários os pontos de interesse em Alfama. Eis a lista: Feira da Ladra – Um mercado de rua (tipo feira de antiguidades, mas não só), aberto às terças-feiras e sábados, onde poderás encontrar todo o tipo de objetos e antiguidades. Museu Militar – Um testemunho das batalhas de Portugal.

Por que o bairro de Alfama é tão famoso?

Qual a origem da Alfama?

Durante o domínio muçulmano, entre os anos 711 a 1147, poder-se-ia falar 2 Alfamas: uma Alfama do Alto, mais aristocrática, situada dentro da cerca moura, na parte oriental da actual freguesia da Sé, que comunicaria pela Porta de Alfama ou de São Pedro (na actual rua de São João da Praça );

Por que se chama Alfama?

E porque se chama Alfama? Na época romana, as águas desta área tinham propriedades termais, com nascentes de água quente e fria. E daí vem o nome: do termo al-hamma, que significa nascente de água quente.

Quais são os principais monumentos de Alfama?

Por cima e envolvendo Alfama ficam a colina do Castelo de São Jorge, fortaleza e palácio real até ao século XVI, e a colina de São Vicente. Para além do Castelo, os principais monumentos da zona são a Sé, a Igreja de Santo Estêvão e a Igreja de São Vicente de Fora .

Qual é o bairro mais agradável da cidade de Alfama?

Com o domínio cristão a designação Alfama foi-se alargando mais para leste, dentro dos limites da Cerca Nova ou Cerca Fernandina, passando para lá do Chafariz de Dentro . Este bairro é provavelmente o mais agradável da cidade.

Postagens relacionadas: