Histeroscopia cirúrgica

histeroscopia cirúrgica

Como funciona a Histeroscopia Cirúrgica?

Última modificação: 9 de maio de 2017 às 12:26 por Pedro Muxfeldt . A histeroscopia cirúrgica, também conhecida como vídeo-histeroscopia, é um procedimento utilizado na monitoração do interior do útero e na retirada de pólipos, miomas e tumores.

Quanto tempo dura o pós-operatório da Histeroscopia Cirúrgica?

O pós-operatório da histeroscopia cirúrgica normalmente é simples. Depois da mulher acordar da anestesia, ela fica em observação por cerca de 30 a 60 minutos. Assim que estiver bem acordada e não sentir qualquer desconforto, pode ir para casa.

Como fazer histeroscopia diagnóstica?

Este exame é efetuado através de um aparelho (histeroscópio) e é realizado em consultório, não sendo necessário qualquer tipo de anestesia. Saiba, aqui, tudo sobre histeroscopia diagnóstica.

Por que a Histeroscopia Cirúrgica não é indicada para mulheres com câncer do colo do útero?

Apesar de ser um procedimento seguro, a histeroscopia cirúrgica não é indicada para mulheres com câncer do colo do útero, doença inflamatória pélvica ou que estejam grávidas. A histeroscopia cirúrgica é indicada pelo ginecologista quando já foi identificada a causa do sangramento abundante, sendo realizado para:

Como funciona a Histeroscopia Diagnóstica?

A histeroscopia diagnóstica de forma geral é um procedimento rápido, e a recuperação da paciente é imediata e simples. Entretanto, após a realização do exame pode haver algum desconforto ou ligeira dor como uma cólica na região pélvica. Nesse sentido, a intensidade varia de acordo com o limiar de dor de cada mulher.

Como é a recuperação da Histeroscopia Cirúrgica?

A recuperação da histeroscopia cirúrgica é geralmente imediata. A mulher pode sentir dor, semelhante à cólica menstrual nos primeiros dias e podem ocorrer perdas de sangue pela vagina, que podem prolongar-se por 3 semanas ou até à menstruação seguinte.

Quanto tempo dura a Histeroscopia?

A histeroscopia dura em torno de 30 minutos a uma hora e, após o procedimento, o indicado é ficar de repouso por 24 horas. Contudo, se o caso for mais complexo, como a retirada de um miomas maiores, os médicos podem recomendar alguns dias de repouso.

Por que a Histeroscopia Cirúrgica não é indicada para mulheres com câncer do colo do útero?

Apesar de ser um procedimento seguro, a histeroscopia cirúrgica não é indicada para mulheres com câncer do colo do útero, doença inflamatória pélvica ou que estejam grávidas. A histeroscopia cirúrgica é indicada pelo ginecologista quando já foi identificada a causa do sangramento abundante, sendo realizado para:

Que tipo de anestesia é utilizada? A anestesia indicada para a realização da histeroscopia cirúrgica pode ser geral ou raquidiana, dependendo da extensão do procedimento a ser realizado. Cada procedimento é individualizado, cabendo ao especialista responsável avaliar a necessidade de sedação e o método anestésico mais adequado.

Por que a Histeroscopia Cirúrgica não é indicada para mulheres com câncer do colo do útero?

Quais são os cuidados após a Histeroscopia Diagnóstica?

Os cuidados após a histeroscopia diagnóstica são apenas de vigiar as perdas hemáticas (perdas de sangue), as dores pélvicas e evitar relações sexuais de acordo com as orientações médicas. A menstruação após a realização do exame deve ocorrer de forma regular.

Como é realizada a Histeroscopia Cirúrgica?

A histeroscopia cirúrgica realizada no bloco operatório é habitualmente realizada em regime de ambulatório, ou seja, a doente pode ter alta no próprio dia do procedimento e não necessita de ficar internada. A histeroscopia cirúrgica pode estar indicada em múltiplos contextos clínicos.

Qual é a diferença entre histeroscopia de contato e histerossona?

A histeroscopia de contato é um procedimento relacionado em que nenhuma mídia de distensão é usada e a histerossona é passada diretamente para o útero e contato gentil com o revestimento endometrial para obter a ampliação máxima. Apenas o tecido que está em contato direto com a ponta distal pode ser inspecionado e avaliado.

Quais são as referências modernas à histeroscopia?

As referências modernas à histeroscopia geralmente implicam uma técnica panorâmica em que a cavidade uterina é distendida com líquido ou gás e avaliada com o histeroscópio.

Postagens relacionadas: