Cegueira noturna

cegueira noturna

Como tratar a cegueira noturna?

O tratamento para cegueira noturna depende da causa que está provocando as alterações nos receptores da retina. Por isso, algumas das formas de tratamento que podem ser indicadas pelo médico são: Óculos e lentes de contato: são usados especialmente nos casos de miopia para melhorar a visão;

Como é feito o diagnóstico da cegueira noturna?

Lembrando que é importante que o diagnóstico dessa doença seja feito por um oftalmologista de confiança, pois a cegueira noturna pode ser consequência de diversas doenças oculares. E o tratamento correto depende dessa avaliação para evitar transtornos desnecessários. Reunimos, abaixo, as causa mais comuns dessa doença.

Quais são as causas da cegueira em crianças?

Quando não tratada, a condição é capaz de levar à cegueira permanente. Falta de vitamina pode causar dificuldade de enxergar bem em ambientes escuros. Foto: iStock, Getty Images. A deficiência da vitamina no organismo afeta a visão através da inibição da produção de rodopsina, pigmento que é muito sensível à luz.

Quais são as principais causas de cegueira?

Glaucoma, infecções durante a gravidez e catarata são as principais causas de cegueira, no entanto podem ser evitadas através da realização regular de exames de vista e, no caso das infecções, diagnóstico e tratamento precoce, bem como acompanhamento das gestantes que possuem algum tipo de infecção que pode ser transmitida para o bebê, por exemplo.

Quais são as infecções mais comuns de cegueira congênita?

Algumas das infeções mais comuns de acontecer e resultar em cegueira congênita são a sífilis, toxoplasmose e rubéola, em que o microrganismo responsável pela infecção pode passar para o bebê e resultar em várias consequências para o bebê, incluindo a cegueira.

Qual a diferença entre cegueira e glaucoma?

A cegueira é definida como a perda total ou parcial da visão em que a pessoa não consegue enxergar ou definir objetos, podendo ser identificada após o nascimento ou se desenvolver ao longo da vida, sendo importante a realização de consultas oftalmológicas de forma regular. 1. Glaucoma

Postagens relacionadas: